Kintoun Blog 2.0

Blog que reune informaçãoes sobre a fantástica série Dragon Ball

Arquivos de tags: trailer

E mais Ultimate Tenkaichi antes do lançamento. Bem, muito mais do que antes | VideoGames

É, eu não postei todas as dezenas de vídeos que saíram nessas semanas. Por que? Porque não mostraram quase nada que realmente não tivesses sido mostrado ou que fosse encontrado em qualquer página de anime. Ia ser só um texto de copiar e colar e não gosto disso. Mas, acho que já saíram novidades suficientes a essa altura, pra mim postar novamente algo. Enfim, começaremos por um vídeo de gameplay do modo história, numa luta final, talvez a mais conhecida, de Goku vs Frieza.

Muita estratégia, sem dúvida. Os combos, embora aparentemente exagerados, podem ser bloqueados e o sistema será parecido com Tenkaichi/Budokai, agradando a gregos e troianos. Não há muito mais o que falar do vídeo, mas se percebem alguns problemas… por exemplo, esse cabelo não é o do Goku da saga Saiya-jin, mas sim da saga Cell ou Buu. Uma gafe pequena, mas que aponta que o jogo não seguiu tanto os fãs quanto os jogadores. A jogabilidade é o foco, não a série. Aspecto negativo,  que sempre se espera ver corrigido na sequencia.

Vocês certamente já devem ter visto sobre isso: as cenas animadas. É algo novo e realmente eu consigo apontar como o maior fan-wish do título. 30 minutos de série animada parece pouco ao longo de um jogo, mas totaliza mais que  a maioria das cenas de corte de outros jogos da franquia, que tem em torno de 20 minutos renderizados em uma qualidade nada excepcional. Infelizmente, isso acaba destacando alguns efeitos do jogo,  pois se percebem o quão diferentes do anime é o jogo. Claro, foi dito que seria baseado no mangá, mas mesmo assim…

Por fim, depois do anúncio que a abertura seria Cha-la Head Cha-la e em anime, ao menos no Japão, a ansiedade para vê-la aumentou muito, já que isso não havia acontecido antes. Quer dizer, é CHA-LA HEAD CHA-LA!  Com a demonstração recente da abertura e a primeira visão de algo da saga GT no jogo, concluo o post. Com isso e com uma esperança muito mais positiva e otimista sobre o título.

Personalização levada a sério em Ultimate Tenkaichi – pelo menos entre os guerreiros Saiya-jins | VideoGames | ATUALIZADO

Bem, já comentei sobre a personalização dos personagens, mas ainda não tínhamos ideia do nível de customização. Mas com a aproximação do lançamento, os trailers vem e… tã nã! Teremos um completo sistema de customização, dando-nos a possibilidade de escolha que até hoje não havíamos visto em um jogo da série (a exceção de DB Online também é bastante aberta, mas o gênero é diferente). Mas, por melhor que seja, ainda faltam alguns detalhas para adicionar nas próximas 8 semanas – e oito vídeos, como foi espalhado.

O vídeos nos apresenta grandes informações sobre conteúdo revelado, como o próprio sistema de customização e um modo baseado no Dragon Universe,  onde jogávamos a história em Budokai 3, procurando inimigos e tesouros pelo mundo, livremente.  O sistema é adorado por muitos e até agora só um jogo da série o tinha aproveitado. É realmente ótimo ver esse fan-service ainda nessa geração, já que está na lista do jogo perfeito de muitos jogadores antigos da franquia.

Infelizmente, nem tudo são flores… embora os níveis de customização estejam altos, sem dúvida, ainda não surpreendem. Vemos apenas roupas padrões ou modelos copiados de personagens de Dragon Ball. Por exemplo, existem várias roupas “normais” e muitas roupas simplesmente pegas de personagens já existentes. Claro, há graça, mas eu preferia ter modelos mais variados. Não personalizamos aliens no trailer, isto é, não vemos nem um Namekusei-jin, nem um Changeling, muito menos um Majin (aliás, pouquíssimo da saga Buu foi mostrada, mesmo que ela esteja confirmada). Vemos só Saiya-jins, humanos e possíveis andróides, até mesmo corpos azuis e roxos, mas nenhuma opção de criar seu próprio Kaio. Podemos colocar milhares de cores, mas não podemos mudar o formato do corpo. Se não adicionarem essa opção, será mesmo uma pena.

Somos informados também do método de customização de ataques, que felizmente é mais aberto do que nos jogos anteriores. Temos três tipos de habilidades: as Free, as Action e a Master Skill. As Free Skills são os conhecidos +1 que melhoram a barrinha de energia ou aumentam o poder. As Action representam o estilo de luta do personagem. E a Master skill parece ser conseguida com progresso no jogo, já que Yamcha está com 0% no trailer. Além disso, os Supers podem ser escolhidos separadamente, sem afetar o estilo de luta nem uniformizando os personagens criados. E, por fim, um detalhe que apenas alguns notam, num menu do trailer. Aparentemente, poderemos voar com a Kinto’un!

Me agrada muito essa novidade, ha! Sempre achei que faltasse isso nos jogos… agora aparece assim.E então, o que está achando das mudanças desde o jogo anterior, animadoras ou desesperadoras? Comente 🙂

ATUALIZADO

Duas coisas: um vídeo, que saiu hoje e uma informação, não oficial mas aparentemente confiável. De acordo com o usuário kickersu17 do YouTube, a seu amigo, Gregnas do fórum francês da Nanco Bandai, foi confirmado por Tony Não-sei-o-sobrenome, da Nanco Bandai, que confirmou: “Personagens criados só poderão ter um ‘visual Saiya-jin’. Nós vamos seguir uma nova história, e os personagens criados precisam se ‘transformar’ no meio da aventura. Isso não seria possível com um Namekusei-jin, por exemplo.” Desculpa meio chula, mas éconfirmado. É óbvio que haviam alternativas de transformação, mas teriam que caprichar mais em cada história. Anw, aqui está o novo trailer:

Definitivamente nomeado, Dragon Ball Z: Ultimate Tenkaichi ganha “reais” Trailers e Amostras de Gameplay! | VideoGames

Estou feliz com os rumos para os quais a Nanco Bandai anda levando Dragon Ball. Bastante feliz. Depois de jogos um tanto quanto mal recebidos pela crítica, a empresa parece ter acertado de vez. Algumas semanas após as últimas notícias, é mostrado ao público um trailer mais fiel a realidade do jogo. Cumprindo o prometido, com cenários extremamente destrutíveis e detalhes nas caras dos personagens, a Nanco Bandai nos manda até um elogio: “Fãs de Dragon Ball estão entre os mais apaixonados experts em jogos e animes do mundo!”.  Também destacam-se detalhes não previamente divulgados, como uma câmera próxima como nunca antes num jogo de Dragon Ball, assim como longos e pouco repetitivos (entendam, isso é bom) combos. Bem, peço que desfrutem dos videos espalhados pelo artigo.

Tive uma impressão RagingBlastesca, a princípio. Começando pela aparição de um SSJ de cabelos levemente esverdeados. E era o Goku. Provavelmente algum problema de luz, mas torço, torço mesmo, para que não mantenham isso na versão final, ja´que problemas de cor foram uma das coisas que me incomodaram em Raging Blast. Mas a impressão RB passa aos poucos. Percebeu o Janemba em tamanho real? Hits seguidos e o título escolhido pelos fãs. Na cena seguinte, um jeito comum de mostrar o gameplay de qualquer jogo da série: o combate de Goku contra Vegeta. Segue um padrão normal, golpes, cortes, golpes, cortes, mas passa a ser diferente quando param os cortes entre os personagens e o trailer finalmente exibe combos fluidos!

Agora um trailer de gameplay. Mostrando um combate realmente variado como o do trailer. É interessante, no mínimo, começar a luta com uma câmera tão próxima do personagem. Achei um pouco falso aquele começo com os blast, com movimentos muito rápidos, mas não se percebe o mesmo com o personagem em movimento.

Temos largos combos, daqueles para se impressionar amigos, durante toda a luta. E, contrariando o que alguns disseram, aqueles efeitos em preto e branco em alguns ataques não eram somente trabalho da edição do trailer, pois eles estão no meio da jogatina! Vemos também uma das marcas de DB: girar incessantemente os analógicos para lançar longe os inimigos – em grande estilo.

E, no final do video, uma câmera lateral, de poucos segundo, mas que chamou a atenção (afinal, o video para no fim). O jogo, além de colocar o estilo Tenkaichi nos combos áereos – na sensação de liberdade – parece nos dar, no combate corporal em terra, uma experiência a la Budokai. Isso me lembra que ainda faltam cenários com água e, caso eles não apareçam, não sei se vai ser um bem ou um mal. Sempre foi algo meio inútil, até porque eram todos nadadores profissionais. Se forem colocar, pelo menos que haja um limite.

O que eu espero? Bastante ação, um gameplay consideravelmente novo – diferente do que aconteceu de Budokai para Burst Limit ou de Tenkaichi para Raging Blast – gráficos renovados e mais tudo o que sempre há em um jogo de Dragon Ball: muitos personagens, pressionamento frenético de botões e, com amigos, uma fonte de horas de entretenimento. Aguardem até 28 de Outubro!

%d blogueiros gostam disto: